As cinco melhores leituras de 2013

28/12/2013

E mais um ano está chegando ao fim, e junto com os últimos dias vem também as tais listas com as melhores leituras do ano. E como eu adoro listas, resolvi fazer a minha. Relembrar boas leituras, reviver livros que, tenho certeza, levarei junto comigo para sempre... E, para mim, 2013 foi um ano bom pra caramba em se tratando de literatura! Conheci vários autores que não fazia ideia de que existiam e me encantei perdidamente por eles. Li clássicos que queria muito desde muito tempo. Li alguns livros ruins que, agora que passou a raiva, consigo olhar até com uma espécie de “você fica no seu canto, eu fico no meu e a gente se dá bem assim de longe, ok?”. Agora, sem mais delongas, vamos a minha singela lista dos cinco melhores livros de 2013!


5. A trégua ─ Mario Benedetti

Benedetti foi um desses autores que eu não conhecia, mas que depois do primeiro livro caí de encantamentos. Até hoje fico meio balançada com esse livro de tão incisivo que foi para mim. Tem livros que leem a gente, não? Que nos escolhem justo no momento ideal e que, sem nos darmos conta, nos conquistam e fazem com que nós os levemos dentro da gente para onde quer que nós formos. A trégua foi uma leitura muito significativa para mim e teve que entrar na minha lista de melhores deste ano. Foi lindo de um jeito muito triste, além de contado de uma maneira muito simples sem ser simplório. Quero ler os outros do Mario Benedetti assim que possível e esperar que me provoquem ao menos um tiquinho do que a leitura de A trégua provocou. 




Murakami tinha que entrar na minha lista! Sabia disso desde o momento que o pus nas mãos pela primeira vez! 2013 foi lindo só por ter sido o ano que conheci esse japonês sensacional que me trouxe tantos livros bons. Eu poderia muito bem ter colocado Kafka à beira-mar nessa lista (sem dúvida se fossem as dez melhores leituras, ao invés de cinco, ele entraria na lista!), mas optei por Norwegian Wood porque foi meu primeiro livro do Murakami. Foi o início do que eu imagino ser um longo relacionamento. Foi uma leitura tão na mosca, tão na hora certa, tão moldada para me vestir, que não consigo nem dizer o quanto gostei desse livro. Fui completamente fisgada e agora sou eu quem não quer mais sair da teia que o senhor Haruki Murakami me jogou. Livro fantástico! Murakami me fez gostar dos Beatles (ou pelo menos uma música, já é mais do que suficiente!) e deixar a música homônima no repeat do player por eras! Só isso já o colocou num outro patamar. 



Mais um representante oriental por aqui. Quero me aprofundar tanto quanto possível em literatura japonesa no próximo ano porque estou decididamente fascinada. Ainda fico balançada ao lembrar desse livro do Oe. Com toda certeza do mundo digo que foi um dos livros mais cheio de sentimentos que já li. Mas é sentimento puro mesmo e não sentimentalismo. E foi uma surpresa tão grande. Em momento algum passou pela minha cabeça que encontraria algo tão grande e tão poderoso em si mesmo como encontrei em Jovens de um novo tempo, despertai! Cheguei a última página com aquela vontade de voltar imediatamente ao começo e ler tudo de novo, e de novo, e de novo... É um livro capaz de chacoalhar todos e qualquer um. 



Obra-prima. Absolutamente fantástico. Entendi e passei a fazer coro aos que dizem que Tolstói é um mestre. É o livro que quando terminamos já ficamos logo de pé prontos para aplaudir. O modo como Tolstói nos mostrou, sem nenhuma ressalva, os sentimentos, a alma, das suas personagens e o modo como consegue versar magnificamente bem sobre todos os assuntos é absolutamente fantástico! É aquele livro que eu gostaria que todos lessem e que todos se apaixonassem. Por algum tempo tive raiva de Anna, hoje eu a entendo. A entendo e peço perdão por a ter julgado tanto e tão ferrenhamente quando nos conhecemos. Mais um que quero ler tantas vezes quanto puder! É fantástico, é... Não consigo nem defini-lo. Só peço que, por favor, leiam. Não vão se arrepender.



Não poderia sequer cogitar escolher outro livro para o primeiro lugar. Crime e Castigo foi um verdadeiro terremoto que me balançou as bases, me tirou completamente de mim e preencheu o espaço vazio com angústia, com desespero, com loucura. Eu virei uma boneca de pano nas palavras de Dostoiévski e o que Crime e Castigo me provocou acho muito difícil outro livro conseguir provocar novamente. Fui soterrada, esmagada e asfixiada conforme passava as páginas e até hoje tenho um nó atravessado na garganta. Francamente mal consigo escrever algo que faça sentido, que possa explicar o que foi a leitura de Crime e Castigo, mas, definitivamente, não foi só a melhor leitura de 2013, como também uma das melhores leituras da minha vida. Esmagador. 


Bom, essa foi a minha lista com os cinco melhores livros lidos em 2013. Não sei se repararam, mas todos os que estão aqui tem algo em comum: me fizeram sentir. Devo soar uma chatice quando começo a me repetir dizendo que um livro tem que me fazer sentir, tem que me tirar de mim e me devolver pelo avesso, e foi isso que encontrei nos livros que listei. Uns me bagunçaram mais do que outros, mas a essência que eu procuro, e que aqui encontrei, é sempre a mesma: sentimento. E vocês? Quais os melhores livros que leram neste ano e por quê?

22 comentários:

  1. ótimas leituras! só nao conheço o Kenzaburo Oe, os outros sao magníficos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana! O Kenzaburo Oe é sensacional. De uma simplicidade e sensibilidade enormes.

      Excluir
  2. Adorei Taci!
    Quero muito ler o Murakami agora em 2014 e A trégua é fantástico demais.
    Também não conhecia o Kenzaburo, vou anotar para conhecer!
    Beijo enorme e uma bela passagem de ano pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati! Murakami é ótimo e Kenzaburo Oe ainda melhor!
      Beijão e um 2014 fantástico pra você!

      Excluir
  3. Também li Crime e castigo e com certeza é um livro pra vida. Comprei o do Kenzaburo depois de ler sua resenha e em 2014 pretendo ler os demais que você citou. Que você tenha um ano cheio de leituras iluminadas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crime e Castigo é um daqueles que marcam, não é? Tenho a sensação impregnada em mim de que ele nunca me abandonará. Espero que goste do Kenzaburo Oe tanto quanto eu, Flávia! Ele é incrível. Que seja um ano ótimo pra gente!
      Beijão!

      Excluir
  4. Leituras magnificas! Pretendo ler Crime e Castigo esse ano, sempre estão me recomendam esse livro, mas vou deixando de lado. Bjs Taciele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marina! Aposto que quando você tiver lido Crime e Castigo se juntará a nós nas recomendações, rs. É realmente um livro pra vida.
      Beijão!

      Excluir
  5. Crime e Castigo também é uma das melhores leituras da minha vida, nem tive coragem de resenhar esse aí. Norwegian Wood também é excelente, mas acho que Murakami vai cansando com o tempo, sempre com os mesmos vícios dele (orelhas, jazz, sexo desastrado, gatos, protagonista solitário...), vai ficando previsível, tanto que esse, pra mim, é o melhor dele, porque é o mais distante dos outros livros, mais ou menos; já a música é uma das melhores dos Beatles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meti minha cara a "resenhar" Crime e Castigo por pura necessidade de colocar tudo pra fora, mesmo sabendo que iria passar vergonha. Sabe que venho percebendo isso no Murakami? Tenho a impressão de que com 1Q84 vai ser diferente, provavelmente serão os próximos livros dele que vou ler e espero tentar preservar essa aura de originalidade e imprevisibilidade que teve em Norwegian Wood.

      Excluir
  6. Taciele, sua lista é impecável!
    Estou super programada para ler Murakami esse ano, mas ainda não decidi por qual começar. "Crime e castigo" também está lista, mas do Tolstoi acho que vou de "Guerra e paz", para começar.
    Um excelente 2014 para você, com muitos livros lindos!
    beijo grande,
    Maira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maira, fico feliz que tenha gostado!
      Se posso fazer indicação, recomendo Norwegian Wood ou Kafka à beira-mar. E ainda pendo um pouquinho mais pro lado de Norwegian Wood por ser o único diferente de todos os livros do Murakami. O único realista e que não tem elementos fantásticos (aliás característica do Murakami) e talvez por isso o que marque mais numa primeira leitura. Sou louca por Guerra e Paz, do Tolstói, mas pus na cabeça que só leio na edição da Cosac Naify (fiz a mesma coisa com o Anna Kariênina) e até que eu junte os trocados da edição especial vou ficando só na vontade...
      Um 2014 incrível pra você também, Maira, com muitos e muitos livros sensacionais!
      Beijão!

      Excluir
  7. Olá, Taciele! Tudo bem?
    Mario Benedetti é o tipo de autor que (ainda) não li, mas já adoro! *eu tenho dessas, rs*. Quero começar Benedetti por “Primavera Num Espelho Partido”. Já leu? “Norwegian Wood” só assisti ao filme e o livro está comigo desde 2011, mas esse ano o lerei ;) Também li no ano passado “Jovens de um novo tempo, despertai!” e adorei. Verdade, é um livro cheio de sentimento puro e não sentimentalismo. Vou tentar ler “Anna Kariênina” esse ano!
    Querida, você não está só, eu também gosto quando os livros me fazem sentir ^_^
    Beijos! Feliz 2014!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lulu! Estou ótima e você?
      Eu também tinha dessas com o Benedetti, até ter a confirmação. "Primavera..." será o próximo que lerei dele. Até hoje não consegui terminar o filme "Norwegian Wood", acredita? Um dia ainda finalizo... Kenzaburo Oe foi a lindeza do ano passado. Quero tanto ler mais dele este ano! Espero que "Anna Kariênina" te encante assim como me encantou.
      Ah, Lulu, que bom que não estou sozinha! Sentir acompanhada é ainda melhor! ^^
      Beijão e um ótimo 2014!

      Excluir
  8. Quero muito ler Murakami, muito mesmo! Esse ano vai!!!

    Estou começando um blog, fala sobre um pouco de tudo, e também vou falar sobre livros... Dá uma olhada se puder
    sugarylemonade.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cah! Espero que goste do Murakami, ele é muito bom!

      Beijo!

      Excluir
  9. Lista linda!
    Benedetti é um que está na minha lista de "preciso conhecer".
    Norwegian Wood lerei em fevereiro (altas expectativas!)
    Kenzaburo Oe eu não conheço, mas como sou fã dos orientais, vou me informar melhor.
    Anna Karenina.... tenho sérios problemas com esse livro por causa do seu tamanhão. Enrolo horrores para ler. Mas está nos meus objetivos de 2014.
    Crime e Castigo foi uma boa leitura, mas não rolou aquela química do tipo "vou te amar para sempre", sabe?
    beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi! Que bom que gostou!
      Assim que ler Norwegian Wood vou correr lá no Resumo pra saber o que você achou, agora que você comentou que vai lê-lo em breve fiquei curiosa pra saber o que você vai achar.
      Anna Kariênina só tem pose. É só a gente dar o chance de virar a primeira página e aí já foi, não tem como não se apaixonar logo de primeira.
      Crime e Castigo me pegou de um jeito que eu não consigo explicar, sabe? Nunca senti tanto um baque como senti com ele. Acho que por isso ele tenha me marcado profundamente...
      Beijão!

      Excluir
  10. Oi, Taciele! Acabei de passear pelo seu arquivo e descobri que a gente leu Norwegian Wood na mesma época e com impactos parecidos! Muito lindo esse livro, tenho que ler outro do Murakami em breve. Enfim, só pra dizer que amei o blog.
    P.S: eu também já quis ter uma iguana. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lua! Norwegian Wood foi um livro que conversou bastante comigo, me marcou de um jeito muito bom e me apresentou o Murakami. Fico muito feliz que você tenha gostado daqui! Sou visitante assídua do seu, embora seja uma leitora tímida, rs.

      P.S.: iguanas são os melhores animais! hahaha

      Excluir
  11. Confesso que nunca tinha ouvido falar em nenhum deles, é muita ignorância da minha parte?
    Li as sinopses e gostei bastante, você pretende fazer resenha deles? Espero que sim, prometo que volto pra conferir, Flor!
    E já vou adicionar alguns na minha lista do Skoob, obrigada pelas indicações <3
    Estou seguindo seu blog e adorei muito mesmo!

    Beijos,
    Percepções Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fernanda! Então, essas não são as sinopses, são só pequenos comentários meus mesmo sobre o que achei de cada leitura, clicando sobre o título de cada livro você será direcionada as respectivas resenhas.

      Fico feliz que tenha gostado do blog!
      Bjo =)

      Excluir

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS