TAG: Nacionais

26/11/2013

Depois de uns bons meses sem responder nenhuma tag, uma finalmente resolveu aparecer pelas paragens deste humilde blog. A Babi, do blog Um Metro e Meio de Livros, me indicou para a tag que dá título a este post: Nacionais. Nem preciso dizer que adorei a indicação, certo? Mas vou dizer assim mesmo. Babi, adorei a indicação! E ao mesmo tempo em que adorei, fiquei decepcionadíssima comigo mesma por ter lido tão poucos autores nacionais até agora, definitivamente algo que mudarei daqui em diante. Sem mais delongas, vamos às respostas!

1. Qual o último livro que você leu?


O último livro que li foi A Condição Indestrutível de Ter Sido, da Helena Terra. Inclusive fiz algumas considerações sobre ele aqui no blog, e caso alguém queira saber um pouco mais a respeito é só clicar aqui. Sem querer repetir tudo aquilo que já falei sobre, este livro da Helena Terra foi uma das maiores surpresas de 2013 e super recomendado.

2. Que livro esta lendo?


A Madona de Cedro, do Antônio Callado. Na verdade ainda não comecei efetivamente a ler (socorro, quero dias com 40 horas de duração!), mas já está na cabeceira da cama. O livro também foi adaptado para o cinema e para uma minissérie. Não assisti nenhuma dessas adaptações, mas estão aí perdidas pela internet caso alguém se interesse...

3. Qual o próximo livro que irá ler?

Minha caixa linda, meu xodó! ♥
Não necessariamente UM livro, mas uma trilogia que foi dividida em sete livros. Preciso conhecer a literatura de Érico Verissimo e, embora talvez não seja uma boa ideia, começarei pela obra prima (é a única coisa dele que eu tenho aqui em casa, ou seja, se o destino me enviar outro livro dele posso muito bem mudar de ideia), O Tempo e o Vento. 

4. Um livro que você amou em 2013.


Aqui vou fazer tal como fez a Babi, e fazer um apanhado geral. Como nenhum livro que li este ano me despertou esse amor todo, vou falar do livro que eu mais gostei de ter lido até agora. Li Feliz Ano Velho em 2011 e até hoje sou apaixonada por ele, não por ser o melhor livro do mundo, longe disso. Mas por ter me tocado muito especialmente na época e pela experiência boa que foi lê-lo, era como se o próprio Marcelo Rubens Paiva estivesse conversando e contando sua história para mim.

5. Um livro que te decepcionou em 2013.


Mesma coisa do de cima. O livro mais decepcionante que li, acho que foi no comecinho de 2012, foi este Vida Dura, da Claudia Tajes. Francamente, foi o pior livro que já li na vida. Comecei Claudia Tajes pelo pior livro e, nossa, eu só consigo pensar em como ele é tenebrosamente ruim. Enfim, é horrível.

6. Uma capa de livro que você amou.


Vou roubar um cadinho aqui nesse tópico. Não é um livro e sim uma HQ, mas eu acho essa capa absurdamente linda de modo que DAYTRIPPER EU ESCOLHO VOCÊ!

7. Uma capa que você detestou.


... 
...
...
Também não gostei do livro, podem me julgar nos comentários. Tem também essa capa aqui, que foi a edição que eu li, e até hoje não entendo esse conceito de um monte de pegadas. É pra parecer que, sei lá, tem muita gente num lugar só como no cortiço? Não faço a menor ideia... 

8. Um livro que deu vontade de ler varias vezes.


Li na época do ensino médio e marcou pra caramba por n motivos. Além de reler Vidas Secas, preciso ler os outros títulos do Graciliano Ramos.

9. Livro nacional lido em 2013.


E o que eu terminei recentemente foi essa antologia do João Cabral de Melo Neto, pernambucano que nem eu. ♥ Sou completamente apaixonada por essa capa e gosto muito dos poemas de João Cabral, sem contar o título muito pertinente considerando que João Cabral no não falar de si ironicamente acabava nos dizendo muito. Transcrevi um dos poemas dele aqui no blog, o Dúvidas apócrifas de Marianne Moore e quem quiser dar uma olhada é só clicar aqui

Bom, pessoal, é isso. Até que não fiz (muito) feio, eu acho. Resolução para 2014: ler mais nacionais, sem dúvida! E, mais uma vez, obrigada Babi pela indicação! Ah, se alguém responder, coloca o link aqui nos comentários. Vou gostar muito de conhecer um pouco mais dos gostos literários nacionais de cada um. Sendo assim, até mais! =)

10 comentários:

  1. Desses, li apenas O Cortiço e Vidas Secas (amei). Estou com muita vontade de ler A Condição ... e Érico Veríssimo.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei muito de Vidas Secas! E Érico Verissimo já virou questão de necessidade e do ano que vem não passa. rs

      Bjos!

      Excluir
  2. Ebaaa! Brigada por responder, Taci! Adorei suas escolhas, tirando o Graciliano Ramos, que gente, não me dou! E olha que eu até tentei, mas o máximo que eu consegui chegar foi achar a Baleia uma fofa e pronto :/

    Também li Feliz Ano Velho, do Marcelo, e me apaixonei pela história, pela forma como ele expôs tudo o que sentiu com o acidente. Foi uma leitura que me tocou bastante, mas que não desbancou o Memórias Póstumas de Brás Cubas :p (o Erico Veríssimo tem grande potencial de conseguir desbancar. Nem to na metade do Incidente em Antares e já to fascinada!)

    Beijoos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Incidente em Antares já está na minha lista! Pretendo ler em breve e acredito que também terei um relacionamento bem duradouro com o Érico Verissimo.

      Bjos!

      Excluir
  3. Desde a sua resenha que eu tô pra comprar esse da Helena Terra. Sempre esqueço, preciso anotar em algum canto. Também me envergonho de dizer que nunca li João Cabral de Melo Neto e de que tenho "Angústia", do Graciliano, a meses intocado na minha estante. Mesmo assim, até que li uns nacionais excelentes esse ano - aqueles resenhados no blog - e ainda me faltam resenhar uns outros que eu já li (Bernardo Carvalho, que achei ótimo, apesar da história ser mais ou menos), e ler ainda tantos outros que comprei (Cristovão Tezza, João Gilberto Noll - que ainda nem chegou da livraria).

    Ano que vem vou usar para conhecer uns contemporâneos. Ouvi por aí que O Paraíso É Bem Bacana, do André Sant'anna, é um dos melhor livros atuais. Já ouviu falar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muitíssimo de João Cabral. As poesias dele, por algum motivo, tem um significado muito especial pra mim. Como eu disse, eu ainda tenho um longo caminho a percorrer entre os autores nacionais, respondendo essa tag percebi o quanto eu venho negligenciando tantos autores que me parecem ser muito bons, mas já anotei suas indicações e vou lê-los com certeza!

      Excluir
  4. Oi, Taci!
    Finalmente estou respondendo os comentários!
    Gostei da tag. Também não leio muitos nacionais. Vou prestar mais atenção nisso. Dos que você citou, já li "Feliz Ano Velho", "Daytripper", "o Cortiço" e "Vidas Secas". O do Marcelo Rubens Paiva foi um dos primeiros livros de "adulto" que li e me marcou. Bem como você disse, parece que ele está sentado com a gente, contando sua história. A HQ é linda e foi uma das primeiras que li. Me influenciou a ler mais graphic novels. Os outros dois eu li há muuuuuuuuuitos anos. Lembro que gostei de ambos, mas não dos detalhes.
    E, aproveitando, o título do 1o livro é sensacional!

    E vamos ler o 1001 Noites, sim! (além do box, agora sou eu coagindo você...hahaha)
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daytripper me parece ser realmente sensacional! Tô bem animada pra lê-lo, só me falta o tempo mesmo, acho que vai ficar pro ano que vem...

      Olha agora você me coagindo!! Pelo visto não vai ter jeito mesmo, ano que vem vou ter que ler As Mil e Uma Noites hahaha

      Bjos!

      Excluir
  5. Taciele, que tag legal!
    Vou querer respondê-la em breve no blog :)

    A maioria das capas de O cortiço são horrorosas, né? Já vi cada uma... o.O
    Eu quero muito ler "Feliz ano velho" e "A Condição Indestrutível de Ter Sido" após ler sua resenha :)
    Ah, Érico Verissimo vou começar por Clarissa, algum dia espero conhecer a famosa trilogia "O Tempo e o Vento" :)
    Boa leitura, querida!

    Beigos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maura!

      Francamente, as capas do Cortiço parece que fazem competição de qual é pior. Também queria começar a ler Érico Verissimo por Clarissa, mas infelizmente aqui em casa só tenho a trilogia.
      Obrigada e boas leituras pra nós ano que vem!

      Bjos!

      Excluir

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS